press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/2
  • Oli Comunicações

Prefeitura de Pomerode estabelece diretrizes para vacinação da COVID-19

A estratégia terá como base as diretrizes nacional e estadual já elaboradas



Com a proximidade do início da campanha de vacinação contra o Coronavírus, conforme a Secretária de Saúde Lígia Hoepfner, a logística de aplicação das doses e diretrizes de escalonamento de acordo com grupos prioritários, já estão bem avançadas. O trabalho é desenvolvido por um grupo de profissionais da área da saúde da própria secretaria, que conta com a participação do prefeito Ércio Kriek na tomada das decisões para a imunização dos pomerodenses.

A estratégia terá como base as diretrizes nacional e estadual já elaboradas, e pretende organizar a logística de insumos, a operação de atendimento da população e necessidades futuras de investimentos por parte do município.

A obrigação da disponibilização da vacina e insumos pelo SUS é do Governo Federal, e a coordenação estadual será da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Vacinação em Pomerode

Conforme a Secretária de Saúde Lígia Hoepfner ainda não se tem a data precisa para a entrega das primeiras doses da vacina em Pomerode. “Não sabemos ao certo quantas doses serão entregues neste primeiro momento. Tudo deve ser definido pelo Governo do Estado nos próximos dias. O que podemos antecipar é que serão necessárias 1400 doses para que sejam imunizados os profissionais da saúde de nossa cidade e idosos aqui institucionalizados, já contabilizando as duas doses necessárias para imunização, na primeira etapa da campanha”, explicou.

Segundo a Secretária, buscando atender o segundo grupo prioritário (idosos), uma estrutura será montada na região central da cidade para que sejam aplicadas as vacinas respeitando todas as normas de segurança. Até mesmo uma vacinação estilo drive-thru está sendo estudada. “Pedimos um pouco mais de compreensão por parte da população. Tanto o Governo do Estado, quanto a Secretaria de Saúde de Pomerode, não estão medindo esforços para levar a vacina o quanto antes a todos os cidadãos pomerodenses”.

Chegada das primeiras doses

Santa Catarina recebeu pouco mais de 144 mil doses da vacina contra Covid-19 nesta segunda-feira, 18. Nesta primeira etapa, conforme previsto no Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação serão imunizados alguns grupos prioritários: trabalhadores da Saúde, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e população indígena.

"É importante que os catarinenses acompanhem as atualizações e aguardem seu grupo ser chamado para a vacinação contra a Covid-19. Santa Catarina tem agulhas e seringas suficientes para as primeiras etapas da imunização, mas é preciso aguardar a chegada de novas doses por parte do Ministério da Saúde”, afirma o secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, em release encaminhado pelo Secretaria de Comunicação do Governo do Estado.

De acordo com as doses da CoronaVac recebidas nesta segunda-feira, 18, a previsão é imunizar mais de 68,5 mil de catarinenses inicialmente, considerando que são necessárias duas doses e que haja alguma possível perda técnica.

A partir deste momento o Governo do Estado dará início à logística de distribuição, que vai acontecer por via terrestre e aérea. Os imunizantes seguiram para o almoxarifado da Secretaria do Estado da Saúde (SES), na Grande Florianópolis. Eles serão separados pelas equipes da SES para a distribuição nas 17 regionais da Saúde no Estado.

As forças de segurança de Santa Catarina já traçaram as rotas e seguem prontas para realizar as escoltas e levar, em até 24 horas, os imunizantes do centro de distribuição até os municípios catarinenses. As vacinas serão transportadas por terra para cidades mais próximas e via aérea para as regiões mais distantes, como o Oeste e Extremo Oeste.


Fonte: Prefeitura Municipal de Pomerode

135 visualizações