top of page

Legislativo apresenta proposta para "Tiro ao Alvo" se tornar patrimônio cultural imaterial

A ideia é valorizar a cultura de Pomerode e esta modalidade que é tão importante para a nossa cidade

No mês de agosto, o vereador Geliandro Ribeiro apresentou Projeto de Lei Ordinária º 11/2023, que tem como objetivo declarar como patrimônio histórico, cultural e imaterial do município de Pomerode o tiro ao alvo. São co-autores a vereadora Cleide Kamchen e os vereadores Jean Nicoletto e Vanderlei Angeli (suplente).

A proposta tramita na Casa Legislativa e, se for aprovada, fica declarado o tiro ao alvo como Patrimônio Histórico, Cultural e Imaterial do Município de Pomerode, bem como as variações de modalidades esportivas correlacionadas. São consideradas variações do “Tiro ao Alvo” a prática de atividades correlatas, desde que conservem técnicas, metodologias e tradições de acordo com as características históricas e culturais, como as modalidades de: tiro com carabina apoiada; tiro com carabina de ar seta; tiro com carabina livre; tiro carabina ar comprimido mira aberta; tiro carabina ar comprimido mira fechada; tiro na modalidade trap single; e tiro na modalidade trap doble.

“A ideia é valorizar a cultura de Pomerode e esta modalidade que é tão importante para a nossa cidade”, explica Geliandro Ribeiro.


Foto: Ronildo Mohr

bottom of page