press to zoom

press to zoom

press to zoom
1/2
  • Oli Comunicações

Governador autoriza licitação para escolher empresa para revitalizar SC-110

No dia 11 de agosto serão abertos os envelopes com as propostas apresentadas.

Estão com os dias contados os problemas decorrentes de buracos, desgaste no asfalto, acostamento em má condição e sinalização ruim na SC-110, entre Pomerode e Jaraguá do Sul. O governador Carlos Moisés da Silva autorizou, a abertura de processo licitatório para escolher a empresa que ficará responsável pela execução da obra de restauração do trecho, conhecido como Pé da Serra.


A abertura do processo licitatório de restauração da SC-110, trecho de 11,5 quilômetros entre Pomerode e a região do Pé da Serra em Jaraguá do Sul, foi foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 19 de julho. No dia 11 de agosto serão abertos os envelopes com as propostas apresentadas.

“É mais uma demanda antiga que o governador Carlos Moisés tira do papel. Após economizar nos dois primeiros anos de gestão, está sendo possível realizar obras estruturantes de infraestrutura com recursos próprios”, adianta o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.


Continua após o anuncio:

A abertura do processo licitatório foi comemorada pelo deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB). O parlamentar articulou no governo prioridade para a obra e a incluiu no Orçamento Estadual.


“Para mim, que sou morador do bairro Testo Rega, é motivo de muita alegria, pois sei o quanto está obra é importante para a nossa comunidade. Trabalhei muito junto com a comunidade, procurando autoridades e políticos para que isso acontecesse”, destacou o vereador Jean Nicoletto.


A obra faz parte do Programa Novos Rumos, do Governo do Estado. Serão executados, além da restauração do pavimento, os respectivos serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem, sinalização, e obras complementares. O prazo para a conclusão das obras, após a assinatura da ordem de serviço, é de 18 meses e o investimento previsto se aproxima de R$ 40 milhões. O objetivo é assinar a ordem de serviço ainda em 2021.

20 visualizações