press to zoom

press to zoom
1/2

Bebê dinossauro “criado em laboratório” ganha um “irmão”

O bebê dinossauro aparecerá para o público a partir do dia 15 de julho

Após meses da “criação” de um filhote de velociraptor, mais um bebê de dinossauro está crescendo em Pomerode. O pequeno, dessa vez, é um indefeso, mas gigante Parassaurolofo, que vive no colo dos criadores e promete fascinar ainda mais os visitantes do Parque Educativo Vila Encantada. Os movimentos hiperrealistas do bicho pré-histórico estimulam a imaginação dos pequenos sobre como era a vida na Terra, há milhões de anos.

O “Dino Fofo”, como é chamado pelos criadores, é uma idealização do gerente do parque, Cairo Antônio da Silva, juntamente com a equipe da Vila Encantada, que em parceria exclusiva com um artista local e biólogo, fizeram uma pesquisa minuciosa sobre o comportamento da espécie, seus hábitos e características físicas. Foram meses desta fase preliminar até a execução, e o resultado, impressiona adultos e crianças.

O “nascimento” de um novo bebê vem para comemorar a estreia do novo filme: Jurassic World: O Domínio. Inclusive, a espécie, foi uma das primeiras a aparecer no trailer oficial do filme.


No cotidiano do parque, o Dino Bebê funciona como uma ferramenta lúdica e educativa. Ele ganha vida nos braços do biólogo e educador ambiental, Cezar Augusto dos Santos, que movimenta o fantoche, enquanto aproxima as crianças de conceitos científicos.

Como em tudo na Vila Encantada, os pequenos aprendem enquanto divertem-se. “O mundo dos dinossauros mexe com a imaginação de crianças e adultos. O ‘dino’ criado em laboratório desperta a curiosidade e a interação das famílias. Quando elas saem do parque, a experiência permanece como uma lembrança valiosa”, analisa Gicele Lanser Corrêa, sócia do empreendimento.

Essa memória afetiva associa-se a informações reais sobre as criaturas gigantescas que habitaram nosso planeta. Os visitantes ficam sabendo que o simpático bebê tornava-se um animal com, aproximadamente, três metros de altura, pesando cerca de cinco toneladas, possuía uma estranha crista em forma de um tubo ósseo, que começava nas narinas e se projetava por mais de um metro além do crânio. Acredita-se que esse tubo era usado para emitir um profundo e vibrante som, o que motivou os apelidos de “dinossauro trombeta” ou “dinossauro cantor”.

“Agora temos o nascimento de uma espécie que considero a mais legal entre os dinossauros, Isso aproxima o público do conceito da paleontologia e a importância da ciência e de estudar a vida pré-histórica. O ‘dino’ passa ser um recurso lúdico e pedagógico muito importante para isso”, explica o biólogo.


O bebê dinossauro aparecerá para o público a partir do dia 15 de julho, data que também será revelado o misterioso e secreto berçário dos dinossauros, onde funciona o laboratório encantado.


Fotos: Divulgação/Vila Encantada